Justiça determina bloqueio de R$ 244 mil na empresa do “Faraó dos biticoins”
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 04/11/2021 12:51

A juíza Maria Cristina Slaibi, da 3ª Vara Cível da Capital do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), determinou que seja reservado o valor de R$ 244 mil da empresa GAS Consultoria, de propriedade do ex-garçom Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como o “Faraó dos bitcoins”, como garantia para eventual ressarcimento ao investidor Ralmi Luiz da Silva.  

 

Ralmi contratou os serviços da empresa de Glaidson, para investimentos no mercado financeiro de moedas criptografadas, denominadas bitcoins e altcoins. O contrato estabelecia para Ralmi o recebimento mensal de 10% dos R$ 244 mil que investiu. Contudo, em outubro, a empresa parou de pagar, configurando a quebra de contrato.  

 

A juíza determinou que o ofício requerendo a reserva do valor seja enviado ao juízo da 3ª Vara Federal do Rio, onde tramita processo criminal contra o “Faraó dos bitcoins”, que é investigado por fraude e está preso desde o fim de agosto.   

 

“Defiro a tutela de urgência para a reserva do valor de R$ 244.000,00 em favor do autor Ralmi Luiz da Silva. Oficie-se ao Juízo da 3ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, nos autos de nº 5003116-24.2019.4.03.6181, para a reserva do valor indicado acima. Instrua-se com cópia da exordial e da presente decisão.”  

 

Processo no 0251850-72.2021.8.19.0001  

 

JM/FS