João Fortes Engenharia entra em recuperação judicial
Notícia publicada por Assessoria de Imprensa em 13/05/2020 16:40

A 4ª Vara Empresarial do Rio aceitou o pedido de recuperação judicial da incorporadora João Fortes Engenharia.  O grupo, composto por 63 empresas e conhecido por sua atuação no setor imobiliário há quase 70 anos, acumula dívida estimada em R$ 1,3 bilhão. O juiz Paulo Assed Estefan nomeou a empresa Preserva-Ação, representada pelo advogado Bruno Galvão Souza Pinto de Rezende, para exercer a função de administrador judicial.

A relação nominal dos credores contendo o valor atualizado do crédito e sua classificação será disponibilizada no site do Tribunal de Justiça do Estado do Rio e do administrador judicial para consulta dos interessados. O prazo para  habilitação ou divergência aos créditos relacionados pelas devedoras é de 15 dias a contar da publicação do edital de deferimento da recuperação judicial. Estão suspensas por 180 dias todas as ações de execução movidas contra a companhia, que terá 60 dias para apresentar o seu plano de recuperação.

Em sua decisão, o juiz Paulo Assed Estefan destaca que o pedido “expõe com clareza as causas da crise econômico-financeira das requerentes, notadamente a notória crise vivenciada pelo setor imobiliário, seja pelos aspectos econômicos sofridos desde os idos de 2013, que desencadearam distratos imotivados impactando no fluxo de caixa do grupo, seja por força da pandemia do coronavírus (Covid-19), que gerou a paralisação das atividades”.

Clique  aqui para ler a íntegra da decisão

Processo 0085645-87.2020.8.19.0001

AB/FS